Ten Kai - Ipanema



2009-12-09

Ten Kai - Ipanema:

Instalado na esquina das ruas Prudente de Moraes e Paul Redfern, o restaurante oferece aos clientes clássicos da culinária japonesa. A casa recomenda entradas como as ostras no ponzú ou dobin mushi (um caldo de camarão com peixe e shiitake). O menu contém também pratos mais elaborados, como furi croc salmão (tartar de salmão e flocos de raiz forte em casquinha crocante) e karasumi (ovas de tainha defumada). 

Com quatro andares, o Ten Kai conta com um sushibar no térreo, de onde saem sashimis finos de polvo e pargo, tatakis duplas, combinados e temakis. Nas salas reservadas, é possível pedir pescada marinada com chutney e batata chips e os nabemonos (cozidos feitos na mesa, que servem duas pessoas), entre outras opções.

Projetada pelo arquiteto Ivan Rezende, a casa prioriza a verticalidade e oferece uma visão contemporânea do Japão, sem modismos. Entre os materiais utilizados estão concreto, madeira de demolição e aço. Desde personagens do universo oriental serigrafados na parede até as luminárias japonesas de papel, criadas pelo artista Isamu Noguchi, os elementos decorativos remetem à terra do sol nascente.

NO VÍDEO, Chef Toro ensina a receita do Sukiyaki, o "cozido" japonês do Ten Kai.




Tipo de restaurante: Japonês
Horário de Funcionamento: Terça a sexta, das 19h à 1h; sábado, das 13h à 1h; domingo, das 13h à meia-noite
Cartão de crédito: Sim.
Delivery: Sim.
Cartão de débito: Sim.



Miniatura Ten Kai - IpanemaRua Prudente de Moraes, 1.810 Ipanema Rio de Janeiro - RJ
http://cozinhajaponesa.com.br/restaurante/tenkai tenkai@cozinhajaponesa.com.br
21  2540-5100  
Ten Kai - Ipanema thumbs


Divulgação Ten Kai - Ipanema


Divulgação Ten Kai - Ipanema


Divulgação Ten Kai - Ipanema


Leonardo Aversa Ten Kai - Ipanema


Mônica Imbuzeiro Ten Kai - Ipanema


Divulgação Ten Kai - Ipanema




Mostrar mapa ampliado



Há oito meses, seguindo os moldes dos japas de São Paulo, o sushiman Taro foi para o salão do Ten Kai. Quer dizer, na verdade acumulou o comando da cozinha e, informalmente, o do salão. Percorre as mesas sugerindo o melhor do dia, do peixe especial a alguma iguaria recém-chegada do Japão. Como os chefs franceses. Esse approach do sushiman com o cliente, raro entre as casas japonesas daqui, funciona bem. Taro pode inclusive cuidar da sequência de pratos — se você quiser (e nós quisemos). Manda para a mesa o que achar de melhor.

Carioca, ele tem trajetória em São Paulo, onde trabalhou no Kinoshita (de Murakami, dos melhores sushimen de São Paulo) e com Alex Atala. No Rio, estava no Azumi, quando foi fisgado para dar novos ares ao Ten Kai. E deu.

O melhor é sentar embaixo, apesar de a casa ser mais bonita na parte de cima (tem tatame, come-se descalço, há janelões com visual e luminárias lindas do Nogushi). Mas é no andar de baixo que a gente acompanha a elaboração dos pratos. E dá uma bisbilhotada no que Taro vai servir. Foi da mesa que vi a peça gorducha de atum. E salivei por antecipação. Chegou até nós em duas peças de corte largo, comprido, de sabor amanteigado, que comemos com a mão (e lambemos os dedos depois). Não lembro de ter comido nada parecido antes.

Santemori é uma trilogia exótica de importados que pode variar. Tivemos água viva temperada, lulas com ovas de ouriço e ovas de bacalhau apimentada (R$ 35). Depois, o furi croc (R$ 18), um tartare de salmão cortado na ponta da faca, com flocos de raiz forte desidratada, servido sobre uma casquinha de harumaki crocante, que dispensa o uso do shoyu (ele também faz dessas coisas).

Tako kimuchi é um polvo cortado fininho com tempero picante (R$ 21) e maguro nutta (R$ 23) é um atum com molho agridoce servido com uma gema de codorna crua. Fechamos com o sashimi de picanha com wasabi e flor de sal (R$ 43) e a tempurá de siri mole (R$ 40), espetacular. Acompanhamos com Ozeno, saquê artesanal de tiragem pequena, sugestão também do nosso personal chef. O “menu-confiance-San” foi aprovado por unanimidade.





Ten Kai - Ipanema - http://cozinhajaponesa.com.br
Postar um comentário