Traduzindo o XOOPS com o INI-Translator



2009-03-27

O XOOPSLANG ficou obsoleto depois que desenvolveram o INI-Translator (e isso já faz MUITO tempo).

Descrição original: Ini Translator is a Windows tool for developers and users to simplify the translation and localization of ini style language files in a manner similar to how poEdit works. IniTranslator can also load and save other formats through its plugin interface.

Para saber mais sobre o INI-Translator, recomendo este excelente tutorial escrito por Norberto NT em 2005 e reproduzido parcialmente aí embaixo:








Depois de instalado, a interface do IniTranslator se apresenta da seguinte maneira:
Image

O IniTranslator aceita por padrão arquivos de texto plano, com sintaxe dos arquivos INI, LNG (ou de idioma), Inno Setup (um aplicativo para gerar instalações de programas), além de conseguir importar outros formatos (ver ficha técnica).
Para ajudar o processo de familiarização com a interface, foram marcados os campos principais da interface na figura acima.

O primeiro passo para se iniciar o processo de tradução é ter à mão os arquivos que contêm os pares Variável=Termo, no idioma original. Se você quiser fazer um teste rápido, abra o Bloco de Notas, e insira o seguinte conteúdo:

1=Hello
2=World!
3=This
4=is
5=a
6=test.

Salve o arquivo com o nome ingles.txt em uma pasta temporária. Peça para o IniTranslator abrir este arquivo que você acaba de criar. Note que serão exibidas duas caixas de diálogo. Na primeira caixa de diálogo, o título é "Abrir arquivo de idioma original". Nesta etapa, você deve escolher o arquivo que contém os termos no idioma original. No nosso exemplo, é o arquivo ingles.txt. Se ele não for exibido na lista, altere o tipo de arquivo (na opção drop down Arquivos do tipo), e clique em OK.
Image

Será exibida uma segunda caixa de diálogo, intitulada "Abrir arquivo de idioma traduzido". Se você não tem ou não preparou o arquivo que irá conter sua tradução, não se preocupe; acione o botão Cancelar.
Image

Neste ponto, você terá algo mais ou menos com esta cara:
Image

Antes de começar porém, um procedimento que eu costumo adotar para que as traduções de diversos programas não se confundam: criar um dicionário para cada tradução que eu faço.
Image

Então, antes de começar a traduzir, crie um dicionário novo: acione o menu Dicionário, e escolha a opção Novo Dicionário (Ctrl + Alt + N). Se ele fizer alguma pergunta nesta etapa, responda Sim, e prossiga. Depois, salve o dicionário com um nome: menu Dicionário, opção Salvar Dicionário (Ctrl + Alt + S). Escolha um nome, por exemplo ingles_port.dct e prossiga. Escolha a opção Carregar Dicionário, escolha o dicionário recém criado, e clique em OK. Neste instante, um macete: feche o programa e abra novamente, pois pelo menos por aqui ele se esqueceu de usar o dicionário criado.

Agora, vamos ao processo de tradução.
O primeiro passo desta etapa é salvar o arquivo final de tradução. Selecione no menu Arquivo a opção Salvar Tradução, e escolha um local e um nome para o arquivo traduzido. Feito isso, é só iniciar o processo de tradução em si.
Image

Insira o texto traduzido no campo Tradução, e passe para o termo seguinte. Ao final do processo, não se esqueça de salvar tanto o dicionário como o arquivo traduzido.

E é isso. Boa diversão.


Ficha Técnica:
Aplicativo: Ini Translator
Última versão: 1.8.0.0
Plataformas: Rwindows 32bit (98, NT, Me, 2000, XP)
Licença: Mozilla Public License 1.1 (MPL 1.1)
Autor: Peter Thornqvist
URL: http://initranslator.sourceforge.net/
Download: http://sourceforge.net/projects/initranslator

Função básica: Tradução de arquivos de texto plano no formato "INI", cuja sintaxe basicamente é Termo original=Termo traduzido. Tipos de arquivo com suporte nativo: INI, LNG, InnoSetup, TXT, DCT. Tipos de arquivo com filtros de importação: Mozilla DTD; Arquivos de propriedades do Mozilla; Arquivos de idioma do PHP, PHPNuke, PO e SciTE; Oleg translator; OpenOffice GSI; Forum IB.

Minhas observações: O interessante é que além do 'Ini Translator' entender a formatação usada agora (termo=tradução), ele também oferece a possibilidade de se usar um dicionário de termos traduzidos anteriormente. Ou seja: dá pra gente juntar/compartilhar as traduções e fazer as revisões de uma maneira menos trabalhosa.

Vantagens
1. Tem interface também em português (configurável).
2. Os termos no dicionário são colocados automaticamente em ordem alfabética, pelo termo original (em inglês, ou no idioma original).
3. O arquivo de dicionário (.DCT) é um arquivo de texto plano comum.
4. Há a opção de se usar vários dicionários, alternadamente.
5. Para os termos já traduzidos e inseridos no dicionário, ele varre o arquivo de destino e insere as traduções (Ctrl + Alt + T)
6. É leve, e não fica enchendo o saco com janelinhas ou propagandas.
7. É freeware / MPL

Desvantagens
  1. Cada par termo/tradução às vezes deve ser inserido no dicionário por um atalho de teclado (Ctrl + Alt + A) ou pelo menu. Ele NEM SEMPRE insere sozinho ou automaticamente as traduções feitas. É meio sacal, mas também força (pelo menos me forçou) a reler as traduções, e só aí inserir o termo no dicionário. Já é uma primeira revisão, pelo menos contra erros de digitação mais gritantes.
  2. Os filtros de importação estão no formato DLL, o que torna complicado o processo de se criar filtros personalizados.


Para ler a continuação desde e de outros tutoriais bem interessantes, clique AQUI!


Vale lembrar que as aspas dos arquivos de idioma deverão ser duplas para que tudo ocorra sem chance de erros. Não aconselho a usar aspas simples, e desaconselho enfaticamente a misturar aspas simples com mistas.



Se você ainda quiser optar pela simplicidade do XOOPSlang, a última versão está aqui:
http://underpop.free.fr/x/xoopslang/xoopslang.zip

xoopslang, a xoops translation assistant


Interface em árabe do INI-Translator (bem superior):

initranslator software

Postar um comentário